sexta-feira, 28 de setembro de 2012

OUTONO





Outono

Porque estás nua?
Porque deixaste fugir

Todas as tuas folhas
Que ficaram amarelecidas e soltas...

E por isso,os teus ramos
Ficaram secos e frios
Longos e completamente nus
Porque deixas que isso aconteça?
Porque tanto sofres?
Porque suportas tanto frio?



Sei que o fazes, porque sabes

Que é preciso renascer
É preciso sofrer
Para viveres este ciclo
Que é um ciclo de Amor. 

E assim tu ,árvore nua
Vais esperar, pois tens a certeza
Que vais voltar,mais frondosa
Mais bonita, com folhas novas
Folhas frescas e verdes 
E vais estar outra vez
Pronta para a nova Primavera...

LILI LARANJO



+++++++++++++++++++++++++++++++++++++++


 Otoño 


Porqué estás desnuda?

Porque dejaste huir
Todas las hojas 
Que quedaran amarillentas y sueltas...

 Y por eso, tus ramas

 Quedaran secas y frías
 Largas y completamente desnudas
 Porqué dejas que eso ocurra?
 Porqué sufres tanto?
 Porqué suportas tanto frío? 

Sé que lo haces, porque sabes

Que hace falta renacer 
Hace falta sufrir 
Para vivir este ciclo
Que es el ciclo del Amor. 

Y así tu, árbol desnuda

Vas esperar, pues estás segura
Que vas volver, más frondosa
Más bella, con nuevas hojas 
Hojas frescas e verdes 
Y vas volver 
Presta para una nueva Primavera..


. Poema de Lili Laranjo Traducción de Joaquín Duarte 




 

84 comentários:

alegria de viver disse...

Querida amiga

Não vi seu recado, teria que colocar no meu blog, só hoje vim aqui, agora quando você passar de novo em Leiria.

Vou pedir autorização a minha irmã para lhe mandar o tele-movel.

Amo o Outono.

Com muito carinho BJS.

Carolina disse...

Ola Lili. Poesia romantica e bonita. Viva o outono e sua nostalgia de folhas douradas e chuva azul!
Um beijo e um abraco.

Janice Adja disse...

Cada vez que venho aqui, fico mais encantada.
Parabéns!!!
beijos!

SOL da Esteva disse...

Eis que é necessário morrer para renascer de novo. Mistérios da Vida!
A meditar longamente.


Beijos


SOL

✿ chica disse...

Lino outono em tua bela poesia!beijos,chica

Rita Freitas disse...

Diria que nada acaba, só se transforma e a natureza dá esse exemplo.
Muito bonito.

bjinhos

Fernando Santos (Chana) disse...

Excelente poema....
Cumprimentos

Ailime disse...

Lindíssimo poema de outono!
As árvores nos ensinam tanto sobre este processo de que é preciso "morrer" para renascer.
Beijinhos e bom fim-de-semana.

Leninha disse...

Minha querida Lili,

Na vida temos que nos acostumar a perder algumas folhas para esperar o novo renascer...que virá depois resplandecente e belo.

Bjssss, amiga,e parabéns pelo lindo e promissor poema,
Leninha

elvira carvalho disse...

Gostei do poema.
E sabe de uma coisa. Penso que ainda não lhe disse mas a minha neta adorou o seu livro. Melhor, adorou algumas histórias e ainda não conhece as outras porque gostou tanto daquelas que quer ouvir sempre as mesmas. E eu estou contando e ela repetindo que quase já as sabe de cor.
Um abraço e bom fim de semana

Andradarte disse...

E é por tudo isso...que gosto tanto do Outono....
E sempre gostei dessa foto..
Cores lindas.
Beijo

AFRICA EM POESIA disse...

Rufina
mais um Outono
mais um morrer para viver.
espero que entregue o meu telemovel
á sua irmã se ela quiser que me ligue. um beijo

AFRICA EM POESIA disse...


Carolina


adorei ve-la aqui um beijo

Cara bonita
Amiga de verdade
Rindo para o mundo
Olhando o universo
Limpando os olhos
Iluminados pelas lágrimas
Neste mundo bonito
A visitar sempre os amigos .



com um beijito para ti amiga

AFRICA EM POESIA disse...


Carolina


adorei ve-la aqui um beijo

Cara bonita
Amiga de verdade
Rindo para o mundo
Olhando o universo
Limpando os olhos
Iluminados pelas lágrimas
Neste mundo bonito
A visitar sempre os amigos .



com um beijito para ti amiga

AFRICA EM POESIA disse...

Janice

Já vinha sentindo teus passos
Andei depressa para te abraçar
Não podia deixar de te receber
Indo levar-te um ramo de flores
Camelias para ti para marcar
Este momento e deixar-te poesia.


beijinho e passa no meu blogue de dedais esta com roupagen nova.

AFRICA EM POESIA disse...

Sol

é isso mesmo o que eu sempre digo.

temos que morrer para voltarmos a viver..

um beijo

AFRICA EM POESIA disse...

Chica
poucas palavras muita verdade

um beijinho amiga

passa no meu blog dos dedais tem roupagem nova. e espero que alguem no brasil me arranje um dedal pois ainda não consegui nenhum

AFRICA EM POESIA disse...

Chica
poucas palavras muita verdade

um beijinho amiga

passa no meu blog dos dedais tem roupagem nova. e espero que alguem no brasil me arranje um dedal pois ainda não consegui nenhum

AFRICA EM POESIA disse...

RIta
o Outono é a renovação da vida.. vamos continuar a a esperar que ele morra para termos a Primavera
Beijoss

AFRICA EM POESIA disse...

RIta
o Outono é a renovação da vida.. vamos continuar a a esperar que ele morra para termos a Primavera
Beijoss

AFRICA EM POESIA disse...

Chana

para eu que dou umas pinceladas fico fascinada com estas paisagens...
um beijo

AFRICA EM POESIA disse...

Ailime
Um beijo e obrigada por parar no meu Outono. Temos tbm nós que morrer para podermos viver..
vi o perfil e vi um pouco de mim...

um beijinho e muita poesia.
o meu blogue de dedais tem roupagem nova..
Sintra tem-os lindissimos. pode ser que um dia passe por aí...

AFRICA EM POESIA disse...

Ailime
Um beijo e obrigada por parar no meu Outono. Temos tbm nós que morrer para podermos viver..
vi o perfil e vi um pouco de mim...

um beijinho e muita poesia.
o meu blogue de dedais tem roupagem nova..
Sintra tem-os lindissimos. pode ser que um dia passe por aí...

AFRICA EM POESIA disse...

Leninha

Lindo Blogue adorei ver animais felizes.
e agradecer a visita no meu Outono.

Tenho nova roupagem no meu blogue de dedais paasse por lá..


beijos

AFRICA EM POESIA disse...


Elvira
a vida vale por muitos momentos agora valeu por este.
Fiquei muito feliz e já valeu a pena que o livro tenha nascido.

um beijinho e apareça sempre por aqui

passe no meu blogue de dedais tem roupagem nova.
beijossssssss

AFRICA EM POESIA disse...


Elvira
a vida vale por muitos momentos agora valeu por este.
Fiquei muito feliz e já valeu a pena que o livro tenha nascido.

um beijinho e apareça sempre por aqui

passe no meu blogue de dedais tem roupagem nova.
beijossssssss

AFRICA EM POESIA disse...

Elvira
Achei o seu poema muito bom

um grito muito bem escrito e muito sentido
quero ler mais..

AFRICA EM POESIA disse...

meu amigo
Outono é tambem magia ,o castanho das folhas passado um tempo vão virar...folhas verdes...

tu sabes que é assim um beijo

Duarte disse...

Otoño

¿Porqué estás desnuda?
Porque dejaste huir
Todas las hojas
Que quedaran amarillentas y sueltas...

Y por eso, tus ramas
Quedaran secas y frías
Largas y completamente desnudas
¿Porqué dejas que eso ocurra?
¿Porqué sufres tanto?
¿Porqué suportas tanto frío?

Sé que lo haces, porque sabes
Que hace falta renacer
Hace falta sufrir
Para vivir este ciclo
Que es el ciclo del Amor.

Y así tu, árbol desnuda
Vas esperar, pues estás segura
Que vas volver, más frondosa
Más bella, con nuevas hojas
Hojas frescas e verdes
Y vas volver
Presta para una nueva Primavera...

Poema de Lili Laranjo
Traducción de Joaquín Duarte


Duarte disse...

Amiga, sabes que é a minha estação do ano preferida, o meu outono. Gosto dos equinócios mas sobre tudo deste.

Vislumbro, neste anoitecer,
O inicio duma nova estação,
A que mais me emociona!...
As sombras inclinam-se
Numa vénia prolongada;
Onde cores, aromas e arrepios.
Enchem-me de diversas sensações,
Como se brotassem da própria vida.

Para ti, com um grande beijo

alegria de viver disse...

Querida amiga

Me mande o numero do seu telemovel, para dar a minha irmã ela se chama SÃO.
BEIJOS

alegria de viver disse...

Querida amiga

Desculpe, mas só agora vi seu comentário com o numero.
Vou dar para minha irmã para ela entrar em contato com você.

BEIJOS.

. intemporal . disse...

.

.

. o outono tem o dom do retorno . à zona de cada conforto nosso .

.

. e a saudade impulsiona então . o tom da Criação .

.

. um beijo meu .

.

.

Kunti/Elza Ghetti Zerbatto disse...

Uma belíssima poesia e reflexão Lili!
um excelente fim de semana para ti.
abração com carinho

Nilson Barcelli disse...

São as árvores quem mais sente as estações do ano.
Belo poema, querida amiga. Gostei muito.
Beijo.

Nilson Barcelli disse...

PS: o teu blogue leva imenso tempo a abrir. Isso acontece porque tens muitas coisas...

ONG ALERTA disse...

Sempre é gostoso mudar de estação beijo Lisette.

Evanir disse...

Fico feliz em perceber que certas pessoas,
como nós, têm a capacidade de reconstruir para recomeçar.
Isso é sinal de garra e de luta, é saber viver, é tirar o
melhor de todos os passageiros.
Agradeço a Deus por você fazer parte da minha viagem,
e por mais que nossos assentos não estejam lado a lado,
com certeza,o vagão é o mesmo.
Com saudades desejo um feliz Domingo,
beijos na sua alma carinhosamente,Evanir.
A Viagem..

La sonrisa de Hiperión disse...

De nuevo por tu casa, disfrutando de las cosillas que nos dejas. Como siempre un placer.

Saludos y un abrazo.

Fatyly disse...

Detesto o Outono e o inverno...mas fizeste um belo hino à natureza que "contra tudo e contra todos" cumpre as suas funções e por vezes de forma bruta e violenta...numa de quem manda sou eu!

Gostei muito poetisa!

Beijos

Loli Salvador disse...

Sólo el tiempo podrá acercarnos a esa primavera colorida que nos trae el impulso de la vida. Bellos tu poema y la foto de las hojas caídas. Un abrazo

EDER RIBEIRO disse...

É o ciclo da vida, despir-se do gasto para se renovar e reenergizar. Bjos e boa semana.

Luís Coelho disse...

Olá Lili
Um poema ao Outono. As árvores despem-se num adeus.
Parece que precisam de se libertar das coisas que as sobrecarregam e mostrar-se ao mundo na sua beleza simples e crua.

Agradeço a visita mas só hoje tive tempo para passar e rever a sua escrita que não se despe nem se despede de ninguém.
Aqui os poemas vestem-se de belas roupagens de letras e pensamentos que nos transportam aos verdes anos.
Parabéns. Um beijinho com muita amizade.

Emília Pinto e Hermínia Lopes disse...

Uma estação termina, outra começa; é o constante começar de novo da vida; a cada dia temos um novo começo que é preciso recomeçar e será diferente em todos os aspectos; assim somos também nós...a cada dia recomeçamos...a cada dia amadurecemos...aprendemos...crescemos; somos diferentes a cada minuto que passa. Gostei do teu Outono; acho linda esta estação, embora não goste daquilo que ela anuncia...o frio. Um beijinho, Lili e obrigada pela partilha do teu Outono: é diferente de certeza do meu Outono...diferente também do Outono das outras pessoas; cada um tem o seu próprio Outono. Fica bem, amiga!
Emília

Sonhadora (RosaMaria) disse...

Minha querida Lili

Por vezes temos que nos despir das folhas velhas para renascerem as outras verdinhas de esperança.

Um beijinho com carinho
Rosita

Emília Pinto e Hermínia Lopes disse...

Lili, não esqueci o teu dedal; estiveram cá os meus pais e um casal amigo; pedi à minha amiga para ver onde haveria dedais, pois nem ela nem eu vimos por lá onde mora ela e onde morei eu. Ela ficou de ver e quando encontrar compra para depois eu ou outra pessoa trazer. Só não o terás se lá não houver. Beijinhos
Emília

Lúcia Bezerra de Paiva disse...

Após ler sua bela poesia,percebo que uma árvore é o maior e melhor exemplo de vida que devemos seguir...passa, periodicamente, por intenso sofrimento,mas está sempre a renascer, em beleza e vigor, no advento de uma nova Primavera!

Um beijo, Lili,
da Lúcia.

Manuel disse...

Chegou o Outono no tempo e no encanto do teu poema. Lindo como sempre.
Agora vamos esperar que, mesmo no Outono, o Sol possa brilhar:

Elisa T. Campos disse...

Lili

Que lindo final de outono em poesia.
E aqui já é primavera. As folhinhas verdes já começam a anunciar pincelando em alguns galhos as cores das flores.

Beijos.

AFRICA EM POESIA disse...

Duarte
não sei o que se passa mas o tempo corre e não tenho tempo para nada
para ti um beijinho

AFRICA EM POESIA disse...

Duarte esqueci.. obrigada pelo trabalho mas sei que é feito com carinho...


beijos

AFRICA EM POESIA disse...

Rufina Aguardo o contacto da sua irmã.
beijos

AFRICA EM POESIA disse...

Intemporal

o Outono


é estranho

e magico

tira

mas volta a dar

beijos

AFRICA EM POESIA disse...

Kunti
Um beijinho e volta mais vezes gostei de te ver...

AFRICA EM POESIA disse...

Nilson
um beijinho amigo

AFRICA EM POESIA disse...

Lisetta
um beijinho amiga

AFRICA EM POESIA disse...

Lisetta
um beijinho amiga

vitorchuvashortstories disse...

Olá, Lili!

A Natureza, a vida, as estações, a renovação;
Bonito poema, neste Outono que mais parece Verão...

E então o teu Sporting - com que também eu simpatizo- que lhe deu ...?

Beijinhos; bom fim de semana; fica bem.

Vitor

Magia da Inês disse...

Adorei o poema.

Bom domingo!
Boa semana!

°º✿♫
°º✿ Beijinhos do Brasil!
º° ✿♥ ♫° ·.

. intemporal . disse...

.

.

. outubro.me e outono.me aqui . por.que a.novembro.me sempre em todos os re.cantos onde a palavra ecoe o som de uma flauta . em flor .

.

. um beijo meu .

.

.

TERESA SANTOS disse...

Também vim matar saudades deste cantinho.
O poema? Belo, como sempre.

Boa semana.

Beijinho.

O Profeta disse...

Este pensador, viajeiro entre Sois
Esta Ave pousada em mil embarcações
Esbarco que passa sem vela ou remo
Esta arca repleta de vibrantes emoções

Esta mestiça flor de açafrão
Este ramo de espinhos cravados na mão
Esta alma que não ousa largar opinião
Este homem vestido de solidão

Boa semana

Doce beijo

AFRICA EM POESIA disse...

teresa
amiga saudades
e um beijinho.

AFRICA EM POESIA disse...

intemporal
Outono sem Outono ou com Outono tanto faz
Setembro a presseguir Outubro ou Outubro a fugir de Setembro
o gato e o rato
a vida com a sua verdade
e com a sua mentira
e nós mesmo não querendo
temos que fazer
parte dela.


um beijo para ti

AFRICA EM POESIA disse...

in~es com magia um beijinho

AFRICA EM POESIA disse...

meu amigoVitor
espero que já estejas bem tenho saudades tuas. vai aparecendo e... o Sporting está de férias para o ano volta.. beijinhos-

AFRICA EM POESIA disse...

Elisa


a primavera é a estação mais bonita onde tudo recomeça...

aproveita-a um beijo

AFRICA EM POESIA disse...


Manuel
O Outono veio
o outono vai evai dar lugar ao Inverno que é mais triste e feio,
eu não gosto dele, e não me faz falta nenhuma. em Africa não o tinha,-não o sentia e nunca o desejei.. Agora pacientemente espero que venha tarde e vá cedo embora,para abrir caminho ao ciclo da vida e do Amor, Que nos surge pelas mãos da Primavera
pacientemente o ciclo continua e a vida faz.se com Amor.


depois...estamos de férias para o ano pode ser que seja..
beijos

AFRICA EM POESIA disse...



Lucia

A vida é um ciclo que tem que seguir o seu caminho. para ti minha amiga um beijo

AFRICA EM POESIA disse...

Emilia

fiquei contente com o teu carinho e preocupação gostava muito realmente de ter dedais do brasil pode ser que tu consigas há dedais muito bonitos porque vejo nos blogues dasm minhas amigas mas pode ser que consiga... acredito
agora para ti um beijo e obrigada pela visita

AFRICA EM POESIA disse...

Emilia

fiquei contente com o teu carinho e preocupação gostava muito realmente de ter dedais do brasil pode ser que tu consigas há dedais muito bonitos porque vejo nos blogues dasm minhas amigas mas pode ser que consiga... acredito
agora para ti um beijo e obrigada pela visita

AFRICA EM POESIA disse...



Rosita
Sonhadora
é bem verdade o que dizes temos mesmo que rasgar os farrapos para nascer roupa nova
um beijo grande..

já passaste no meu blogue de dedais?

AFRICA EM POESIA disse...



luis
O Outono é assimmm deixa folhas mas prepara a vida
beijos

AFRICA EM POESIA disse...



luis
O Outono é assimmm deixa folhas mas prepara a vida
beijos

AFRICA EM POESIA disse...

Eder
obrigada pela visita

o Outono é mágico.

beijos

AFRICA EM POESIA disse...

Eder
obrigada pela visita

o Outono é mágico.

beijos

AFRICA EM POESIA disse...

Loli
Gracias por tu visita
un beso

AFRICA EM POESIA disse...

Hipérion

um besito com saudades



Otoño

Porqué estás desnuda?
Porque dejaste huir
Todas las hojas
Que quedaran amarillentas y sueltas...

Y por eso, tus ramas
Quedaran secas y frías
Largas y completamente desnudas
Porqué dejas que eso ocurra?
Porqué sufres tanto?
Porqué suportas tanto frío?

Sé que lo haces, porque sabes
Que hace falta renacer
Hace falta sufrir
Para vivir este ciclo
Que es el ciclo del Amor.

Y así tu, árbol desnuda
Vas esperar, pues estás segura
Que vas volver, más frondosa
Más bella, con nuevas hojas
Hojas frescas e verdes
Y vas volver
Presta para una nueva Primavera..

Humberto Dib disse...

Hola, me gustó mucho tu blog, es una pena que la traducción al español tenga tantos errores, por ejemplo:
árbol es masculino en español.
Tú como pronombre personal lleva acento.
Frescas y verdes, la conjunción es 'y' no 'e'.
Por qué va separado.
En español se coloca signo de pregunta delante y detrás de las preguntas... y así varios más.
Repito, es una pena, porque el texto en portugués es muy lindo.
Un abrazo.
HD

Rita disse...

‎.·´✿‎.·´✿‎.·´✿
Um dia de sol e calor ,venho agradecer todo seu carinho e deixar o meu, por estar sempre no meu Cantinho
com suas palavras de incentivo,
Parabéns pelo belo post, com um belo poema
Abraços
Rita!!!!
‎.·´✿‎.·´✿‎.·´✿‎.·´✿

Manuel disse...

O teu Outono, do teu poema, é lindo.
O outro, o que vai dentro de nós, mais parece um Inverno tenebroso.
Um beijo

José Ramón disse...

Obrigado por sua visita e seu belo poema em seu comentário.
   Como sempre uma honra para ir através de seu blog e desfrutar de seus belos poemas
Saudações de texto e Abstração Reflexão

Duarte disse...

Noto-te algo dispersa, atendendo a muitos frentes.
Espero e desejo que estejas bem e sejas a mares de feliz.
Um abraço bem forte, querida amiga

vitorchuvashortstories disse...

Olá, Lili!

Como te me respondeste, para o ano há mais futebol, e esperemos que seja melhor...
Eu vou recuperando, e já aqui voltei.

Por agora, bom fim de semana, com este rico solinho de outono.

Beijinhos
Vitor

Momentos

CLIC PARA VER TODAS AS FOTOS

Da Rose para mim

Da Rose para mim
Belo SELo Guardo-o com Carinho

Sor Cecilia obrigada

Sor Cecilia obrigada
Estoi a tu lado