sábado, 12 de setembro de 2009

O RELÓGIO




O RELÓGIO



O Relógio
Bate devagar...
As horas...
Os minutos...
Os segundos...
Quebra o silêncio...
Faz companhia...
E no silêncio da noite...
Muitas vezes...
É o nosso cúmplice...

LILI LARANJO

43 comentários:

angela disse...

O relogio é cumplice, amigo e as vezes inimigo quando marca a hora da separação.
Como vai a mão?
beijos querida

Wanderley Elian Lima disse...

E muitas vezes Lili nosso inimigo, quando não queremos que as horas passem.
Beijos e melhoras

EDUARDO POISL disse...

"Que seja eterna a vitória dos seus dias,
mesmo quando eles lhe derem
a impressão de fracasso.
E nunca se esqueça que atrás das nuvens
sempre existirá sol."

(desconheço o autor)

Hoje passando para desejar um lindo final de semana com muito amor e carinho
Abraços do amigo Eduardo Poisl

CANTO EN FLOR disse...

Querida Lili:

Ese reloj cómplice nuestro que vaga con nosotros, en el tiempo, los minutos, cuyas horas están llenas de ilusiones y esperanzas en un corazón que ama y vive con intensidad.

En mi blog he dejado melodías yucatecas para que escuches y disfrutes, estoy segura serán de tu agrado.

Un cálido abrazo y besos.

Graça Pereira disse...

Verdade!!! Quantas noites, eu e ele, batendo em uníssono, o coração e o tempo...
Estás melhor da tua mão? Bom fds para ti. Um bj Graça

Tétis disse...

Olá Lili

Mais um lindo poema, desta vez "O Relógio", nosso cúmplice, companheiro que quebra o silêncio que muitas vezes nos envolve.

O relógio representa o tempo vivido, a sua forma, geralmente em círculo, simboliza o ciclo da vida.

Parabéns amiga Lili. Espero que a mãozita esteja melhor!...

Beijinhos

RETIRO do ÉDEN disse...

Querida Lili,

O TIC TAC é por vezes muito significativo... depende do modo e forma em que nos encontramos.

Um grande, grande abraço de desejos de boas melhoras.

O Senhor esteja sempre contigo.
Bjs.
Mer

Elcio Tuiribepi disse...

Oi Lili, é verdade, o relógio é uma grande companhia, eu que o diga, já que sofro de insônia, aí me levanto e trato de tentar esvcrever, assim as horas passam e não sinto tanto...
Um abraço na alma, ótimo fim de semana para você, um abraço na alma...bjo

Gilson disse...

Olá Lili

Fiquei muito feliz por sua visita no meu cantinho, seus comentários e sua poesia sempre deixam o Blog mis leve.
Quanto a esse relógio que pode nos acompanhar lentamente pelas madrugadas insones, pode também nos fazer correr como loucos para no dia a dia cumprir todos os nossos compromissos.

Abraços

alegria de viver disse...

Olá querida amiga
Sua mão está melhor?
Parece que nascemos de relógio, é incrivel a companhia que nos faz.
Bom fim de semana. Com carinho BJS.

AFRICA EM POESIA disse...

angela querida


O relógio é também parte da nossa vida...
a mão vai devagarinho
um beijo

AFRICA EM POESIA disse...

Wanderley

mas temos que olhar para ele e organizarmos o tempo...
um beijo

AFRICA EM POESIA disse...

Eduardo
Ainda em recuperação mas tentando dizer que é bom ter amigos


um beijo

AFRICA EM POESIA disse...

canto en flor


mi amiga
escucho las melodias e san mui lindas me gustam mucho

em tu coraçon um besito

AFRICA EM POESIA disse...

graça
O relógio faz parte de nós sempre...


vou melhorando devagar

AFRICA EM POESIA disse...

tétis
O relógio emboramuitas vezes incómodo...ajuda-nos a que controlemos o nosdo tempo


vou melhorando devagar...


mas...tenho pintado alguma coisa...


Beijos

AFRICA EM POESIA disse...

Mer

feliz por te ver ...Aqui ... pois sei que é dificil...


o relógio é uma arma para nos ajudar a controlar o tempo e a vida...


vou melhorando devagar...


um beijo

AFRICA EM POESIA disse...

ELCIO

o relógio é assim mesmo..consegue ser um fiel companheiro nas horas de insónia..


ara ti um beijinho grande

Alma inquieta disse...

Olá Querida Lili!

hoje, para mim, o relógio foi inimigo...
notícias de alguém que eu esperava não chegarm...o que me deixou preocupada, portanto preferia que o relógio tivesse parado, mas não é como nós queremos...

Beijos minha querida e rápidas melhoras!

AFRICA EM POESIA disse...

Gilson


mas pelo menos o relógio controla o nosso tempo.

para ti um beijo grande

tulipa disse...

OLÁ

quero explicar que vim cá ter atraída pelo blog da ZAMBEZIANA.

Depois vi que vive em AVEIRO e como vou fazer a minha exposição perto do Porto, decidi convidá-la.

Espero que aceite o convite e faça-se anunciar para eu a conhecer pessoalmente.

Beijos.

tulipa disse...

CONVITE:
Estive 5 dias isolada do mundo, num encontro espiritual comigo mesma, num monte alentejano e, por isso tenho que muito rapidamente divulgar a minha próxima exposição de fotografia.

Desta vez será no “Norte” a pedido de várias pessoas, em Fevereiro passado, quando foi a minha 1ª exposição individual aqui próximo de Lisboa, na margem sul.
Como gosto de desafios, houve “alguém” que me desafiou e disse que colaborava, nem pensei 2 vezes e decidi tratar do assunto em Abril passado.

Chegou Setembro e será a minha rentrée cultural.
Fica o convite para quem vive perto e noutros casos, em que a distância impossibilita a presença de tantos bloggers, fica a participação do evento.

Venho reforçar que teria todo o gosto em que estivesses presente na minha rentrée.
Será muito próximo do Porto, em S. Mamede de Infesta.

Acabei de fazer a divulgação no meu blog.
Abraços, TULIPA

AFRICA EM POESIA disse...

alegria de viver
as pequenas coisas são muito importantrs.

nós é que andamos a correr enão reparamos
um beijo

AFRICA EM POESIA disse...

Tulipa
terei gosto em estar. vou ao seu blog,

Rosemildo Sales Furtado disse...

Olá Lili! Ao ler alguns comentários, percebí que a mão está melhorando aos poucos, porém, faço votos que ela fique curada o mais rápido possível.

O Relógio bate devagar... As horas... Os minutos... Quebra o silêncio... Quebra o silêncio porque bate devagar os segundos que esqueceste de incluir no te belo poema. Que injustiça! Rs.

Beijos,

Furtado.

direitinho disse...

Bom dia Lili
Agradeço as suas visitas e os seus comentários, nem sempre tenho tempo suficiente para passar por aqui comentar os seus postes.
Gosto muito deste seu cantinho e deste sobre o relógio.

Gilson disse...

Olá Lili

Você não imagina o quanto foi boa a sua visista e as palavras de ânimo. São por pessoas como você que fico.
Ter te acompanhado tem sido muito gratificante.

Abraços

Maria Emília disse...

Como vai essa mão, amiga, já vai dando para dar corda ao relógio?
Um beijinho e continuação das melhoras.
Um beijinho,
Maria Emília

Maria João disse...

Lili

Por muito devagar que o relógio bata, as horas e os dias passam rápido. Às vezes tão rápido que nos perdemos nele.
Ao ler este teu poema, consegui relembrar os momentos em que na solidão de mim apenas o tic tac do relógio marcava presença e cumplicidade. Curiosa essa imagem.

Beijinhos

AFRICA EM POESIA disse...

rosemildo
Tens razão ...
Mas os segundos sabem ...
O quanto são importantes

E quanto nós os amamos...
aqui o meu beijo para os segundos ...que ás vezes parecem horas...


beijos

AFRICA EM POESIA disse...

Direitinho
Já foi bom v~elo por aqui...
Um beijo

AFRICA EM POESIA disse...

Gilson
Eu digo o mesmo e acredita que as coisas não acontecem por acaso Em qualquer momento a tua presença é sinal de verdade.
um beijo

AFRICA EM POESIA disse...

Maria Emilia
DEVAGARINHO vou conseguir


Um beijão

AFRICA EM POESIA disse...

Alma inquieta
Espera que no dia seguinte o dia pode mesmo ...Sorrir....


Um beijo

Maria Cusca disse...

Amiga espero que a tua mão esteja melhor.
Quase que se pode dizer que estamos em sintonia.
Eu publico, um relógio e tu fazes um soneto lindo, com o mesmo tema.
Jinhos e uma óptima semana

AFRICA EM POESIA disse...

maria Jõao
ainda bem que o relógio te fez recordar.

um beijinho para ti...

AFRICA EM POESIA disse...

Maria cusca
Este relógioestá no meu livro de poesia...

palavras soltas.
É umrelógio actual mas antigo...
A poesia é sempre actual.
um beijinho

Dalinha Catunda disse...

Olá Lili,
Que este relógio que muitas vezes se veste de cúmplice, marque sempre os bons momentos de tua vida e fique sem corda nas horas das tristezas.
Beijos,
Dalinha

Tatiana disse...

O relógio marca o tempo...
E o tempo nos marca!

Um beijo muito carinhoso para você!

AFRICA EM POESIA disse...

Dalinha
Que saudade minha amiga

um beijo no seu coração

AFRICA EM POESIA disse...

tatiana

É isso o tempo é nosso companheiro eterno

um beijo

"re" disse...

Nobre Poetiza

Há uma certa nostalgia neste poema, um belo e raro momento de poesia que me abre janelas para um passado de intermináveis verões carregados de intensidade de sensações, nocturnas e diurnas, com muitos sonhos à mistura.
Lembrei-me do velho relógio que havia lá em casa nos tempos da minha infância.
Tic-Tac- Tic-Tac...o tempo é ingrato e não para.

Un beso

Pelos caminhos da vida. disse...

Volteiiiiiiiiii amiga.

Saudades.

Obrigada pela visita.

beijooo.

Momentos

CLIC PARA VER TODAS AS FOTOS

Da Rose para mim

Da Rose para mim
Belo SELo Guardo-o com Carinho

Sor Cecilia obrigada

Sor Cecilia obrigada
Estoi a tu lado