domingo, 6 de setembro de 2009

MILHO



MILHO


Milho
Milho rei...
Que enche a planície...
Verde...
Toda Verde...
Porque tu...
Milho...
Milho Rei...
Amarelo e...
Vermelho...
Cobres-te ...
De folhas...
Folhas que te agasalham...
E te protegem...
E aí... vais crescendo...
E só adulto...
É que vais deixar...
Que as tuas folhas verdes...
Fiquem amarelas...
E deixas que...
Te dispam...
Para te poderem ter...

LILI LARANJO

35 comentários:

Rosemildo Sales Furtado disse...

Olá amiga! Passando para te desejar um belo domingo e dizer que a imagem é simplesmente fantástica. O lamentável, é que, na maioria das vezes, aquele cujas mãos calosas, plantou e cuidou do seu produto,
não tem sequer, o direito de saboreá-lo.

Beijos,

Furtado.

alegria de viver disse...

Olá querida amiga
Que milho lindo, adoro milho.
Descrição perfeita do seu milho rei.
Com carinho BJS.

simplesmenteeu disse...

...e sempre, se acrescentando, chega a Rei...
Soberano de muitas saias, a despertar o apetite e a cobiça.

Um beijo

angela disse...

Lili
Tão bonito um milharal e tão gostoso comer o milho.
Bonito poema que descreve o amadurecimento do milho.
beijos

Cristina e Márcia disse...

Lili
Adoro debulhar o milho...
e comer o fruto tão macio e suculento que a mãe natureza nos oferece, ainda acreditando que vamos protegê-la de nós mesmos... Tanta beleza, e o homem não se importa com a sua preservação.
Espero um futuro melhor (e luto por ele...).

Beijos, Marcia

Graça Pereira disse...

Também nós somos como o milho..Não me importa do amarelado das minhas "folhas"... é sinal de tanto que se deu à vida!! Simbólico este teu poema e lindo. Um bom domingo,Lili! Graça

José Carlos Brandão disse...

É lindo um milharal. E é lindo observar com carinho as suas várias fases, como o milho emboneca, como grana, amadurece, torna-se da cor do ouro ao sol, o verde dominando a paisagem, substituído depois pela palhada, que não é morte, mas promessa de vida renovada.
Um grande abraço.

Maria Emília disse...

Bem a propósito, se não que de propósito, vem este belo poema, na altura do ano em que se fazem (faziam) as desfolhadas.
Tanta alegria e expectativa à procura do "Milho Rei", "feitiço" para o enlace...Saudosismo ou não, era maravilhoso.
Um beijinho,
Maria Emília

manuel marques disse...

Esta é a história de um fazendeiro que venceu o prêmio "milho-crescido".


Todo ano ele entrava com seu milho na feira e ganhava o maior prêmio.

Uma vez um repórter de jornal o entrevistou e aprendeu algo interessante sobre como ele cultivou o milho.


O repórter descobriu que o fazendeiro compartilhava a semente do milho dele com seus vizinhos.

"Como pode você se dispor a compartilhar sua melhor semente de milho com seus vizinhos quando eles estão competindo com o seu em cada ano ?" - perguntou o repórter.

Por que ?"

- disse o fazendeiro,

- "Você não sabe ?

O vento apanha pólen do milho maduro e o leva através do vento de campo para campo.

Se meu vizinhos cultivam milho inferior, a polinização degradará continuamente a qualidade de meu milho.

Se eu for cultivar milho bom, eu tenho que ajudar meu vizinhos a cultivar milho bom".

Ele era atento às conectividades da vida.

O milho dele não pode melhorar a menos que o milho do vizinho também melhore.

Aqueles que escolhem estar em paz devem fazer com que seus vizinhos estejam em paz.

Aqueles que querem viver bem têm que ajudar os outros para que vivam bem.

E aqueles que querem ser felizes têm que ajudar os outros a achar a felicidade, pois o bem-estar de cada um está ligado ao bem-estar de todos.

A lição para cada um de nós se formos cultivar milho bom, nós temos que ajudar nossos vizinhos a cultivar milho bom.


Que tudo corra bem caríssima,volte depressa.

Um grande beijo de amizade.

Princesa disse...

Boa noite minha boa amiga
Vim desejar que lhe corra tudo bem na operação e que recuper depressa
cá estaremos sempre a sua espera
Um beijo e tudo a correr pelo melhor

Princesa

Eduardo Santos disse...

Olá amiga Cidalia. Cada visita a este seu cantinho maravilhoso torna-se num prazer. Este poema "milho" deixa-me de água na boca,não pelo milho, mas pela substância.Vou tentar aparecer mais vezes. Tudo de bom para si.

Wanderley Elian Lima disse...

Lili, o milho é o alimento de grande parte da humanidade com ele podemos fazer coisas deliciosas, além de admirá-lo em uma planície verdinha.
Beijos

Mateus Luciano disse...

sútil,milho Rei.
efêmero,milho Rei.

Ana Paula Marinho disse...

Ah... que texto mais fofo. Embora o tema sege um milho e de simples palavras, eu me apaixonei pela singelidade do texto. A autora está de parabéns! Adorei o blog...

Leonor disse...

Olá Lili como vai e a escola começou bem ? Espero bem que sim .
Esta foto da espiga de milho é linda ,até apetecia assá-la com umas areias de sal e comê-la .
Mas amiga esta espiga não sei não, se vai ser de milho Rei !
Está muito desmaiada .
Mas não faz mal .

Ou que seja milho rei.
Ou milho vermelho.
Filho de milho novo.
Ou de milho velho.

Filho de uma espiga .
Ou de uma rosa .
Que o leve a formiga .
Toda toda esperta e vaidosa .
Parabéns e bjs .

Laurita disse...

Olá Lili, vim agradecer a visitinha e dizer-lhr que vai correr tudo bem, breve, breve já vai teclar. Quanto ao poema é lindo(como sempre) beijócas e FORÇA!... Cá a espero.


Esse milho quando aos molhos
É tão verde!...Diz a Lili
Como verdes são teus olhos
Quando eu olho p'ra ti.

BEIJÓCAS

Tétis disse...

Olá Lili

Tenho andado "fugida", eu sei!...
Como já tive ocasião de dizer, tenho estado em "semi-férias" e por isso com acesso limitado à Net. Assim, não tem dado para visitar os blogues amigos.

Hoje, como estou em Lisboa, aproveitei logo para aqui vir ver as novidades, ler este lindo poema "Milho", ver a bela foto que colocaste e dizer-te que não te esqueci.

No Farol há um "desafio" dirigido a todos os nossos seguidores e que seria interessante que aceitasses fazê-lo. Se não quiseres ou não puderes, nós compreendemos, tudo bem!...

Beijinhos amigos

Argos disse...

Lili,

humanidade devia seguir o exemplo do milho!

Abraço grande

Dan disse...

Oi Lili,

Adoro creme de milho e amo sua poesia. Lindo!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Abraços.

Alma inquieta disse...

Que belas lembranças da minha infância me trouxe essa imagem!

Um beijo.

PCR disse...

Nesta altura vê-se o milho cobrirem os campos com o seu verde misturado com o amarelo...
Bonito poema!
Beijinho

Wanderley Elian Lima disse...

Fique boa logo, você faz falta.
Beijos

TERESA SANTOS disse...

Nas minhas semi-férias passei por alguns campos de milho e, são, de facto, lindos. Bela fotografia a que postaste.

Soube (como?) que tinhas sido operada à mão e que tinha corrido tudo bem. Óptimo! Agora é só aguardar que o tempo passe.

Abraço e as melhoras.

Eduardo Santos disse...

OLá amiga. Obrigado pela sua presença, votos sinceros de excelentes e rápidas (se possível) melhoras para que possa voltar ao nosso convívio. Sua presença é marcante, não esqueça. Tudo de bom para si.

Lau Milesi disse...

Oi Lili, li no blog da Graça que você operou a mãozinha. Você está bem? Dê notícias.

Um beijo

"re" disse...

Nobre Poetiza

“Milho Verde é um lugar onde a poesia segura o coração da gente o tempo todo”

(Adão Ventura)



Milho verde, milho verde

Ai, milho verde, milho verde

Ai milho verde, maçaroca;

À sombra do milho verde

Ai, à sombra do milho verde

Namorei uma cachopa



Milho verde, milho verde

Milho verde miudinho;

Á sombra do milho verde

Namorei um rapazinho.



Milho verde, milho verde

Milho verde, folha larga;

À sombra do milho verde

Namorei uma casada.



Mondadeiras do meu milho

Mandei o meu milho bem;

Não olheis para o caminho

Que a merenda já lá vem.

(José Afonso)

Un beso

Lau Milesi disse...

Oi Lili, li no blog da Graça que você operou a mãozinha. Você está bem? Dê notícias.

Um beijo

BC disse...

Lili, pois um milho rei que se veste e que se despe de preconceitos, mas nunca deixa de ser o MILHO REI,com a sua imponência e com a sua importância para tanta gente que dele se alimenta.
Beijinhos e desculpa esta demora, mas tenho andado a fazer greve ao computador e um pouco às palavras, vão para o caderno, mas de vez em quando saem para esta máquina quenos fascina, mas que por vezestambém nos cansa um pouco.
Beijinhos e muito obrigada sempre pelos maravilhosos poemas com que só premiada.
Isabel

RETIRO do ÉDEN disse...

Querida Lili,

Hoje consegui chegar até aqui.

Lindo poema ao "Milho Rei".

Há anos fui a uma desfolhada e saíu-me um Milho Rei, que ainda hoje guardo como recordação.

Era uma óptima oportunidade de convívio e trabalho...as desfolhadas. Gostei muito, mas nunca mais me foi possível repetir a experiência.

Bjs.
Mer

Princesa disse...

Venho hoje muito tarde e muito rapido fazer uma visita e agradecer sua visita sempre com muito carinho, e lhe desejar uma boa recuperação fico feliz que tudo tenha corrido bem...

A prova mais clara de sabedoria

é uma alegria constante. ...Δ๑۩۞۩๑♥♡*´¯`*.¸¸.☆

@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@

O prazer dos grandes homens

consiste em fazer outros felizes...Δ๑۩۞۩๑♥♡*´¯`*.¸¸.☆

Beijinhos

alegria de viver disse...

Querida amiga
Obrigada pelas visitas.
Tenho certeza que logo logo vai estar muito bem, sua mão está cheia de luz, esta é a cura para os iluminados.
Com muito carinho BJS.
Fique bem.

PCR disse...

Ainda bem que a operação correu bem, fico muito feliz!
Desejo-lhe uma optima recuperação...
beijinhos

Canduxa disse...

Querida lili,

O início do ano lectivo na Faculdade e um curso que estou a frequentar tem dado muito trabalho e por isso a minha ausência por aqui.
Gosto sempre de te ler e este milho rei é sempre lindo de encontrar nas desfolhadas. pena que agora é raro isso acontecer.
Está td bem contigo?
Beijinhos com muita luz

marinaebrunaartes disse...

Hummm!!!
Milho!!
Posso trincar??Hi!
Bjs

Fátima disse...

Boneca de milho...
A loura e a morena.
Eu era pequena
e com boneca de milho eu brincava.
Vestidas de palha
a roupa, delas, eu não trocava.
Nem seus dentes eu escovava.
Mas eu era tão feliz assim.
Assim desse jeito.
Minhas bonecas eram lindas...
Não tinham defeito.
Viviam no quintal
em um humilde milharal.


Obrigada por levar-me a um tempo vivido.
Com carinho
Fátima

Momentos

CLIC PARA VER TODAS AS FOTOS

Da Rose para mim

Da Rose para mim
Belo SELo Guardo-o com Carinho

Sor Cecilia obrigada

Sor Cecilia obrigada
Estoi a tu lado