quarta-feira, 15 de julho de 2009

MENINA DO MATO




MENINA DO MATO


Menina do mato…

Menina da cidade…

Sou de lá…

Não sou de cá…

Mas orgulho-me…

E digo com prazer…

Menina do mato…

Pois ser da cidade…

Não tem de ser…

Sinal de inteligência…

Concerteza não é mesmo…

Porque a cidade atrofia…

Pode deslumbrar…

E as luzes podem fazer mal…

E é bom…

Que a inteligência …

Se expanda…

E se cultive…

E é bom…

Sentir-me do mato…

E sentir…

No meu peito…

O amor por quem me rodeia…

E sentir com loucura…

A força que o mato me deu!…



LILI LARANJO

43 comentários:

Canduxa disse...

Lili,
Esta menina do mato certamente ensinou-te muitas coisas. A pureza do sentir que vem de dentro, a magia de ver o pôr do sol todos os dias, o silêncio da Mãe Terra quando a lua nasce....oh, a mestria do amor que se aprende quando se olha a natureza.
Também eu gosto de ser menina do mato quando posso...
Meu beijinho de luz

lili laranjo disse...

Canduxa

Foi nesse mato que eu brinquei na palha do caf´+e... vi saltar gafanhotos...~
vi o põr do sol...
Vi a Magia
Vi o amor,,,
Um beijo no teu coração

lili laranjo disse...

Canduxa

Foi nesse mato que eu brinquei na palha do caf´+e... vi saltar gafanhotos...~
vi o põr do sol...
Vi a Magia
Vi o amor,,,
Um beijo no teu coração

angela disse...

As crianças só necessitam de amor e coisas simples para desenvolver a inteligengia e o coração.
beijos amiga

António Gallobar disse...

Para si minha querida amiga Lilii, o meu primeiro selinho à sua espera no meu cantinho, com um beijinho junto

Parabens pelo seu blogue que é de ouro naturalmente.
Antonio Gallobar

Mateus Luciano disse...

lili você é de que cidade ? eu adoraria passar uma temporada no mato mas acho que desde que não passe de 2 dias pois sou bicho do asfalto.

Mateus Luciano disse...

lili você é de que cidade ? eu adoraria passar uma temporada no mato mas acho que desde que não passe de 2 dias pois sou bicho do asfalto.

Vanilla disse...

Passo no seu cantinho p/ lhe desejar uma ótima semana!
beijos

lili disse...

Angela~
Eu sei que quando o crescer é no meio do amor e do mimo temos a certeza que é uma fortaleza para a vida toda...


eu fui uma previligiada. mas gostava que todas as crianças o fosse...
um beijo

lili disse...

António Gallobar

Sinto-me honrada pelo carinho que vai deixando vou buscar o seloe fico vaidosa com a oferta.

um beijo com poesia

lili disse...

António Gallobar

Sinto-me honrada pelo carinho que vai deixando vou buscar o seloe fico vaidosa com a oferta.

um beijo com poesia

AFRICA EM POESIA disse...

Mateus

fizeste-me rir...
então podes vir passar umas férias aqui à minha cidade que vais gostat...

tem pouco mato...


Um beijo

lili disse...

Vanilla

Obrigada pela sua presença.


Vou mandar um beijinho com muita poesia...

BC disse...

Eu gosto de ser menina do mato, sente-se a liberdade de uma forma diferente.
Mas uma liberdade saudável, e isso é que é importante e a difrença entre a menina da cidade e a menina do mato.
Estou de volta, pelo menos por agora.~Beijinhos~
Isabel

Helinha disse...

Oi, minha linda!!

Imagino vc, como essa menina do mato...

Menina feliz, que vive tudo oq ue uma criança tem que viver...

E que quando cresce, vira essa mulher encantadora e apaixonante!!

Beijos, com carinho!

lili laranjo disse...

ISABEL

Fico contente por te ver de volta.
O mato ensina muita coisa boa..
Eu era mesmo do mato...
Para ti um beijinho e volta sempre...

lili disse...

Helinha
africa tem essa magia.
o mato é Amor...
Depois...como tu dizes...
crescemos e aprendemos muito mais.
No teu coração um beijo...

bemviver disse...

Oi querida, menina do mato, mas depende de que mato está falando, pois considero a cidade um mato feio, e o mato a natureza brotando, é lá que tudo é brilhante, o nascer do dia o por do sol a natureza em movimento natural, o crescimento da luz. É para lá que eu quero ir, me renovar.
Meu carinho BJS.
Fique bem.

Chica Pequena disse...

Oi amiga, desculpe a ausência, como sempre lindas palavras. Beijos. Claudia.

lili laranjo disse...

Bem viver
O meu mato realmente era um mato diferente.
Era uma cidade linda do Norte de Angola.
um beijo no teu coração...

lili laranjo disse...

Chica pequena

Que como sempre digo
pequena de nome grande de coração...
Um beijão...

...EU VOU GRITAR PRA TODO MUNDO OUVIR... disse...

A natureza é uma lição diária para o corpo e para a mente!!!

A cidadae consome...

Um beijo!!!Sonia Regina.

...EU VOU GRITAR PRA TODO MUNDO OUVIR... disse...

A natureza é uma lição diária para o corpo e para a mente!!!

A cidadae consome...

Um beijo!!!Sonia Regina.

Helinha disse...

Querida Lili...

Transcrevo aqui o que escrevi, a respeito do seu comentário no meu post de hoje:

Não ia postar essa história...

Fiquei uns dias sem entrar no blog, hoje queria postar algum texto, de qualquer jeito...

Estava em dúvida sobre um texto a respeito de um telefonema não atendido, que escrevi há alguns dias, ou um texto que li há alguns anos e gostei muito...

Mas essa história me veio a mente com tanta força! Não teve jeito, me senti em frente o computador e escrevi a história, enquanto os fatos me vinham à mente...

Quando terminei, vi que ficou enorme! Pensei se as pessoas teriam tempo para ler algo tão grande...

Mas vc leu, ainda hoje, e mostrou sensibilidade ao comentar... sensibilidade que só tem quem entende o que tentei transmitir...

Obrigada!

Vc me fez muito bem!

Beijos!!

Sidney Ramos disse...

Olá Lili:
O mato é nosso encontro com Deus.
Abraçados a uma árvore sentimos o pulsar latente e vibrante da vida.
É bonito quando a gente consegue sentir a natureza.

Isabel disse...

Que bonitas palabras Lili.
Me encantó.

Un saludo desde mi "esencia"

Isabel.

Maria João disse...

Lili..

O tempo não tem chegado para te visitar como gostaria, mas não te perco de vista e, como sabes, volto sempre porque gosto muito de te ler!
Obrigado pela tua visita e pelo teu carinho sempre reconfortante.
Um beijinho

Elcio Tuiribepi disse...

Isso se chama simplicidade, e tem uma enorme força dentro de mim...
Gosto do simples, do bom dia e do sorriso agregado e não do bom dia da boca para fora, na correria do concreto...
Cheio de terra molhada então! rsrs
Que a simplicidade possa estar dentro do seu coração...
Um abraço na alma

Wanderley Elian Lima disse...

O meu mato chama Milho Verde, lindo, amigo e feliz. Um dia volta para lá.
Beijos

lili laranjo disse...

Sónia Regina
Apesar de gostar da cidae penso como tu...
A cidade ...consome...
A criança da cidade tem muita coisa que nunca saboreará...
um beijo

lili laranjo disse...

Helinha
Faz sempre bem escrevermos o que sentimos e o que nos marcou...mesmo que ninguém queira ler fez-nos bem a nós próprios.
A mim fez-me recordar o drama vivido com um aluno e que teve o mesmo destino...
A vida é assim...

E nós não nos encontramos por acaso...
um beijinho

lili laranjo disse...

sidney

quem ama e sente Deus é feliz em qualquer parte do mundo...


Sentir Deus já é a grande maravilha da natureza.


um beijo

lili laranjo disse...

ISAbel

Vai daqui un besito mui grandee a vontade de passar sempre por tu espacio..

Besos

lili laranjo disse...

Maria Jõao.

acontece-me o mesmo em relação a ti.
ontem bateu saudade e passei para o beijinho e dizer:

estou presente

lili laranjo disse...

Elcio
Nesta vida a vaidade não é sinónimo de nada.
As palavras simples chegam a toda a gente.
E é bom ser ...assim...
Espero ver-te aqui...sempre.

um beijo/um amigo

lili laranjo disse...

Wanderley

O meu...
Chama-se Negage.
Província do Uíge...ANGOLA(do meu coração).
Também lá quero voltar...
um beijo

manuel marques disse...

A pele dela é sedosa ao toque
Cor de café-com-leite...

Beijo querida amiga

Vanda Mª Madail Rafeiro disse...

Lindíssimo! Mato é terra... terra é origem... e tanto o poema como a fotografia têm aquele cheirinho muito especial a África... também nasci por lá, ainda que muito pequena tenha vindo para Portugal... mas há sensações que permanecem.
Um abraço
Vanda

lili laranjo disse...

Manuel
Deixo para ti...


ABACATEIRO


Em frente aos meus olhos
Abacateiro lindo…
Grande… frondoso…
Carregado de abacates…
Pequeninos…
Milhares deles…
Uns… agarrados aos galhos,
Que ficavam…
Até serem grandes…
Outros…
Os pequeninos…
Muito frágeis…caíam e enchiam o chão…
Que eu percorria todos os dias…

Como eras belo!...
Como gostava de me sentar
Debaixo de ti…
Abacateiro lindo…
E sentir os teus braços
Alongados…
Protegerem-me do sol
Protegerem-me do mal
Protegerem-me do mundo…

Lili Castro Laranjo

lili laranjo disse...

Vanda

mesmo peouco tempo sei que a magia perdurará

um beijo

lili laranjo disse...

VANDA
Não encontro o seu blog... um beijo e...


ABACATEIRO


Em frente aos meus olhos
Abacateiro lindo…
Grande… frondoso…
Carregado de abacates…
Pequeninos…
Milhares deles…
Uns… agarrados aos galhos,
Que ficavam…
Até serem grandes…
Outros…
Os pequeninos…
Muito frágeis…caíam e enchiam o chão…
Que eu percorria todos os dias…

Como eras belo!...
Como gostava de me sentar
Debaixo de ti…
Abacateiro lindo…
E sentir os teus braços
Alongados…
Protegerem-me do sol
Protegerem-me do mal
Protegerem-me do mundo…


Lili Castro Laranjo

Vanda Mª Madail Rafeiro disse...

Lili,
O meu blog chama-se: ONTEM - HOJE - AMANHÃ ( http://vmmr.blogspot.com/ ). Terei muito prazer na sua visitinha. Beijo
Vanda

mariabesuga disse...

Eu nasci exactamente onde era suposto mas só entendi isso tarde.

Agora recupero a vida no campo, ainda assim não no meu campo que é espaço Alentejo...

Mas a nossa vida fazêmo-la onde se proporciona embora jamais consigamos sentir que não somos do sítio onde estamos...

Um abraço grande Lili

Momentos

CLIC PARA VER TODAS AS FOTOS

Da Rose para mim

Da Rose para mim
Belo SELo Guardo-o com Carinho

Sor Cecilia obrigada

Sor Cecilia obrigada
Estoi a tu lado