quinta-feira, 2 de abril de 2009

PÉS...


Pés...
Pés descalços...
Caminham pela areia...
Vão caminhando ao longo da praia
E ao passar...marcam o seu pé...
Marcam e fica a pisada na areia...

Marca sem marcar...pois vai caminhando...
Vai marcando, mas é fugaz...
Vem uma aragem... leve muito leve...
Beija calmamente e carinhosamente
Toda a areia da praia...

Ela vaidosa com a carícia...move-se...
E remexe-se lentamente...
Sem dizer nada a ninguém... tapa as pegadas...
E espera que outras apareçam...
Para ter o gosto de voltar...
A ver a brisa do vento...
E poder voltar a mover-se e a remexer-se...


Lili Laranjo

7 comentários:

Codinome Beija-Flor disse...

Olá,
Vi que ganhei uma nova seguidora e vim segueindo pelo mundo vrtual para ver de onde vinha.
E me deparo com seu blog, pura poesia.
Tenho vrdadeira paixão (já virou amor) por peosia,´música, arte, tudo que nos tire do tumulto do mundo agitado.
Já li algumas das poesias, vi a lateral que você tem vários livros.
Para mim éum honra ter uma seguidora como você.
Abraços

Codinome Beija-Flor disse...

Ler seu poema e pensa que há tantas pessoas que passam em nossas vidas e vão deixando suas pegadas em nós, algumas se apagam com mais facilidade, já outras deixam pegadas profunda, que nem mesmo o remexer da areia lavada pala água do mar e capaz de apagar.
Abraços

...EU VOU GRITAR PRA TODO MUNDO OUVIR... disse...

Delícia de poema!!!

Assim são algumas marcas na vida,a brisa vem e as leva,no entanto outras permanecem para sempre.Será que um tufão resolveria???

Beijos,querida!Sonia Regina.

lili laranjo disse...

Regina
Já assei no teu cantinho e deixei...poesia

lili laranjo disse...

Codinone
Adorei v~e-la no meu espaço.
A poesia é do melhor que podemos ter.
E escrever poesia ainda melhor...


deixo com um beijo...



Apetece-me


Apetece-me escrever
Dizer muita, muita coisa
Disparates talvez...
Mas mesmo assim...
Vou escrevendo o que penso
Vou escrever o que quero
E talvez até o disparate
Que eu possa escrever
Tenha algo de verdade...



LILI LARANJO

MIUÌKA disse...

Querida amiga,fiquei sensibilizada pela oferta da sua poesia,muito obrigada,tenho algumas coisas escritas,embora sem pretensões a ser poetisa,só que nas várias depressões que já tive,preciso de tanspôr para o papel o que me vai alma nesses momentos de escuridão,só assim eu me atrevo,se algum dia quiser ir ao início do meu blog,verá o que eu digo e porquê.Uma boa semana e um beijinho...MIUÍKA

lili laranjo disse...

Miuíka

Gostei de a ver aqui e a ler.. o meu poema foi um mimo ...são afinal os meus selos...

A vida é dada conforme a força e sei que é uma mulher forte e vai vencer o mundo.


vou ver a sua poesia e concerteza que vou gostar.
um beijo

Momentos

CLIC PARA VER TODAS AS FOTOS

Da Rose para mim

Da Rose para mim
Belo SELo Guardo-o com Carinho

Sor Cecilia obrigada

Sor Cecilia obrigada
Estoi a tu lado