sexta-feira, 27 de fevereiro de 2009

Minino...




Minino...
Minino preto...
Minino de rua...
Minino roto...
Minino que brinca...
Na água do charco...
Minino que ás vezes...
Tem fome...
Mas...
Minino que ri...
porque...
Tem beijo...
Tem amor...
Tem...
Pai e Mãe...Ali...
E fica a pensar...
Eu...
Minino preto...
Tem pouco...
Mas...
Tem muito...
Eu "sabe" rir...
Olho...
Ali...
O branco...
Que corre...
Que não pára...
Para ter muito...
Mas...
Que não ri...
Não sabe rir...
E tem...tudo...
Eu...
Minino Preto
Não tenho nada...
Mas tenho tudo...
Fecho os olhos...
E espero "ficà" grande...
Mas quero...
Continuar a rir...
E ter...
O mundo...
Dentro da mão...


Lili Laranjo

3 comentários:

Taninha Nascimento. disse...

Gostei muito.

Esta poesia tem a cara do meu Brasil, que viu - muito de perto - a diáspora africana...

Parabéns!Ainda não tinha passado por aqui. Mas estarei presente.

Forte abraço,
Taninha

lili laranjo disse...

Vitor
Que bom passar aqui e ver poesia.Poesia da nossa...

Um beijo daqui para aì...
Amanhã estamos juntos


beijos

Lili laranjo disse...

E eu Espero por ti...
Um beijo

Momentos

CLIC PARA VER TODAS AS FOTOS

Da Rose para mim

Da Rose para mim
Belo SELo Guardo-o com Carinho

Sor Cecilia obrigada

Sor Cecilia obrigada
Estoi a tu lado